Siga o Blog:

6248b0b1-6a17-4f49-9db3-af0c3c0c4901 6248b0b1-6a17-4f49-9db3-af0c3c0c4901 6248b0b1-6a17-4f49-9db3-af0c3c0c4901 6248b0b1-6a17-4f49-9db3-af0c3c0c4901

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Argentina - Buenos Aires - La Boca





Depois de uma longa folga no blog, estamos de volta, com o nosso último post desta série sobre a Argentina, visitando o famoso Bairro de La Boca.






Bairro de La Boca

La Boca é um típico bairro de Buenos Aires. Localizado às margens do Riachuelo, foi o típico bairro de imigrantes, principalmente italianos.



*** Evite visitar o bairro à noite.***
***Tenha cuidado em jogos de futebol no estádio do Boca.***

La Boca é o bairro mais visitado por turistas, mas também uma das mais pobres da cidade. As pessoas têm um forte senso de pertencimento ao bairro e participar de várias atividades comunitárias.

O futebol faz parte da vida cotidiana da boca. O bairro está localizado o clube eo estádio do Boca Juniors. Boca Juniors gerada verdadeira paixão entre todos os moradores.

Estádio Boca Juniors e Museu Estádio de Boca (La Bombonera)



Endereço: Brandsen 805., La Boca, Buenos Aires

O Museu está aberto diariamente das 10 às 18 horas. O horário é modificado em dias de jogo em La Bombonera. Sugerir telefone que o museu para verificar. Tel (54 11) 4362-1100.
“La Bombonera” pertence a um dos clubes mais populares da Argentina, o Boca Juniors. O estádio foi construído em 1940, é carinhosamente chamada de "La Bombonera". Tem uma capacidade de cerca de 60.000 pessoas. 











Você pode apenas conhecer o Museu, mas por pouco mais você pode fazer o tour guiado pelo estádio, com direito a visitar o gramado... vale apena, ainda mais se, como eu, você for fã de futebol.












Como chegar:

Linhas de ônibus: 25, 46, 86, 29, 53, 152, 168, 64, 22, 24, 39, 70, 39.

Rua Caminito


A rua mais famosa do bairro é chamado de "Caminito", onde diversos artistas e pintores vendem seus trabalhos aos visitantes. Na década de 1950, o morador Arturo Carrega decidiu recuperar o terreno onde antes era um estreito arroio e mais tarde passava o trem. Carrega convocou ao pintor Quinquela Martín, que batizou a rua como “Caminito” pelo título do popular tango de 1926, de Peñalosa e Filiberto. Caminito hoje é visitado por centenas de turistas todos os dias.







Esperamos que vocês tenham gostado deste nosso último post da série sobre a Argentina. No próximo  post da série sobre a América do Sul, vamos a Colônia del Sacramento, no Uruguai.

Link: